Notícias

COVID-19

500.000 motos. Basta! FORA BOLSONARO genocida

20/06/2021 - 11h36 - Federação Livre - Redação

Trabalhadores/as e o povo brasileiro não podem mais aceitar que esse genocídio continue.

Publicado: 19 Junho, 2021 | 20h40 |Escrito por: CUT Brasil

Nota da CUT Brasil

No dia que alcançamos a triste marca de 500.000 mortes pela COVID19, centenas de milhares de pessoas foram as ruas, em mais de 450 atos de protesto, para exigir o fim do governo Bolsonaro, o único responsável por atingirmos esse número. Foi a sua política irresponsável, negacionista e genocida que negou ao povo brasileiro o direito à vacina a tempo de salvar vidas, sabotou e continua sabotando as orientações da medicina e da ciência, do uso de máscara e álcool gel, distanciamento social e cuidados com a higiene que possam diminuir e interromper a circulação do vírus e a continuidade das mortes.

A política negacionista e genocida desse governo também negou ao povo brasileiro as condições econômica e sociais mínimas para que pudessem se proteger da contaminação ao vírus, ao não viabilizar um auxílio emergencial decente para que a população pudesse ficar em casa, protegesse as pequenas e micro empresas para que elas pudessem manter os empregos. Como resultado, o desemprego no Brasil alcançou o recorde histórico de 14,8 milhões de pessoas e o número de subutilizados chegou a 33,2 milhões. Associado a isso ainda há o aumento disparado da inflação chegou a 8,09% nos últimos 12 meses e dos itens essenciais da cesta básica que já ultrapassam a casa dos 20%, aumentando a carestia e a fome na população.

Ao invés de promover uma política de desenvolvimento para que o país possa sair da crise, esse governo promove reformas trabalhistas que tiram direitos e renda da classe trabalhadora, quer destruir os serviços públicos através da PEC 32 que institui a reforma administrativa com a intenção de privatizar os serviços públicos e vender as estatais a preços de banana, como a Eletrobrás, deixando o país à mercê do capital financeiro e dos grandes grupos econômicos.

Ao longo de 2020 e até o dia de hoje, foram inúmeras as manifestações virtuais, protestos simbólicos que foram realizados pela CUT, centrais sindicais e movimentos sociais, para apresentar soluções e exigir providencias que com certeza iriam poupar milhares de vidas. No entanto, ele segue a sua trajetória insana e irresponsável de sabotar, debochar das mortes e negar ao povo brasileiro as mínimas condições para garantir a vida.

Diante de tudo isso a CUT, reafirma sua posição de que esse governo não pode mais continuar dirigindo esse país. Os trabalhadores e trabalhadoras e o povo brasileiro não pode mais aceitar que esse genocídio continue. Que a fome e a miséria aumentem ainda mais. Conclamamos os parlamentares, os movimentos sociais, populares e democráticos a exigirem que o Congresso Nacional dê início ao processo de impeachment desse presidente para pôr fim a esse governo que é o único responsável pelas 500.000 mortes que alcançamos hoje.

Fora Bolsonaro!

Executiva Nacional da CUT

 

Pin It on Pinterest

Federação Livre

Federação Livre