Notícias

Participação de 52%

Acordo Coletivo na Oi é aprovado por 2.275 votos

08/12/2020 - 20h05 - Federação Livre - Tânia Trento

A assembleia online realizada durante  todo dia dessa terça-feira (8), para avaliação da proposta de Acordo Coletivo da Operadora Oi, para os próximos 22 meses, teve a aprovação de 84,67% dos/as trabalhadores/as.

Esse resultado reflete a opinião dos/as empregados/as da Oi representados pela Federação Livre, nos Estados AM, CE, ES, PE, RJ, RN e RO.

Participaram da assembleia 2.687 trabalhadores/as (51,18%) de um universo de 5.250 empregados/as na Tele.

A votação foi tranquila e segura. Os/as trabalhadores/as votaram através da plataforma online criada pela Federação Livre (https://sinttel.votabem.com.br) objetivando dar agilidade, confiança e transparência à assembleia, que neste ano teve um grande diferencial, devido à pandemia de Coronavírus.

Recusaram a proposta 13,25% ou 356 empregados/as e as abstenções somaram 56 votos.

A proposta aprovada não teve reajuste nos salários e nos benefícios, mas em compensação pagará abono, antecipará um salário de Placar, adianta metade do 13º de 2021 e algumas conquistas importantes, como a vigência tanto do ACT quanto do Acordo de Jornada de Trabalho por 22 meses, o que dá segurança a todos quanto aos direitos e garantias nestes acordos, diante do quadro de mudanças estruturais na empresa.

A antecipação da data base para setembro em 2022 também é outra conquista, pois é uma reivindicação levada à mesa há muitos anos. Essa mudança coloca a negociação da Oi junto com as demais operadoras, crescendo em união e combatividade.

Também foi garantido que o home office terá um regramento, visando tirar das costas dos/as empregados/as o “CUSTO DO TRABALHO”, que lhes foi transferido quando a pandemia começou e a maioria foi pra casa trabalhar arcando com despesas que antes eram da empresa. Em 90 dias uma comissão apresentará uma proposta de Acordo para o Regime de Trabalho em home office.

Apesar de todo esse ano tumultuado e as dificuldades da empresa, com demissões de mais de 1200 companheiros e companheiras, o Placar tem previsão de pagar 3 salários base em abril/2021, fruto do esforço de todos/as os/as empregados/as na Oi.

Proposta APROVADA pela assembleia 

– Um Salário do PLACAR 2020 para empregados/as com pagamento até dia 15/01/21, conforme regras e critérios de elegibilidade;

– 50% do 13º Salário de 2021 no dia 23/12/20;

– Abono de 50% do Salário Nominal, com mínimo de R$ 1.000,00 e teto de R$ 2.000,00 proporcional aos meses trabalhados de janeiro a outubro. O pagamento seria feito da seguinte forma: metade em crédito no tíquete e  metade em dinheiro, até dia 20/12/20, para os ACTs aprovados e assinados até 14/12/20. Elegíveis ativos em 31/10/20 e na data de assinatura dos acordos e em licença maternidade;

– Vigência dos Acordos Coletivos e de Jornada por 22 meses até 31/agosto/2022;

– Alteração da data base para setembro;

– Negociações das cláusulas econômicas em novembro de 2021;

– Home Office –  Um grupo de trabalho formado por representantes da Oi e da  Federação Livre vai tratar do tema e apresentar uma proposta até 31/03/21;

– Ampliar a validade do acordo termo especifico de home office feito durante a pandemia até 31/03/2021, redação COVID-19;

– Incluir no ACT cláusulas de proteção de dados dos/as empregados/as – Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD;

– Manutenção de todos os benefícios e conquistas do atual acordo: medicamentos, prorrogação licença maternidade/paternidade, quebra de caixa, tíquete na férias, etc.

 

A Federação Livre e seus sindicatos filiados nos sete estados (AM, CE, ES, PE, RJ, RN e RO) agradecem a participação de todos/as os trabalhadores/as na assembleia, pois sem o envolvimento da categoria não seria possível lutar por melhores condições de salário, de trabalho e de vida.

Sindicalize-se! Procure o seu sindicato! Faça parte. Quem defende trabalhador são os Sindicatos.

A Comissão de Negociação da Federação Livre foi  representada: Luís Antônio Souza da Silva (SinttelRio), Marcelo Beltrão (Sinttel-PE), Lacy da Matta (Sinttel-AM), Gilberto Pirajá Martins Junior (Sinttel RN), Alessandro Mamedi e Nilson Hoffmann (Sinttel-ES) e Hamurabi Duarte Carvalho (Sinttel-CE).

A Federação Livre mantém um canal de comunicação nesta campanha salarial  livre@federacaolivre.org.br. Todas as informações e boletins informativos estarão à disposição no site e nas redes sociais

     

Pin It on Pinterest

Federação Livre

Federação Livre