Notícias

CLARO: Impasse sobre aumento do plano de saúde continua

04/11/2022 - 14h23 - Federação Livre - Rosângela

Federação Livre e Sindicatos filiados dizem não ao aumento imposto pela Claro aos planos de saúde, mas o impasse continua. O aumento é maior para os menores salários.

 

 

Em reunião nesta quinta-feira (3), a Comissão da Federação Livre e representantes da Claro não chegaram a nenhum entendimento sobre o aumento da coparticipação dos empregados no plano de saúde. A comissão não aceita o repasse aos trabalhadores(as), muito menos a forma como foi aplicado, sem qualquer aviso, com intuito de passar despercebido. Nova reunião será realizada, mas ainda sem data definida.

 

A empresa tentou justificar o aumento alegando que os planos de saúde estão sem reajuste há três anos e que redistribuiu aos(às) trabalhadores(as) o aumento repassado pelas duas administradoras (Unimed Seguros e Bradesco). Argumento inaceitável.

 

Saber da aplicação do aumento dessa forma, sem discussão e depois de fechado o Acordo Coletivo, foi horrível, mas o pior foi saber que esse aumento é maior para os(as) trabalhadores(as) que têm os menores salários. Isso é inaceitável.

 

A comissão sindical reagiu. Não admite o repasse do custo maior dos planos de saúde e lembra que a empresa não tinha o direito de repassar essa conta aos trabalhadores(as), especialmente, depois de fechar o Acordo Coletivo e sem discutir ou informar aos Sindicatos, impondo uma despesa a mais. A empresa agiu assim, na surdina, porque sabia que a Comissão não ia aceitar.

 

 

Pin It on Pinterest

Federação Livre

Federação Livre