Notícias

Target era 3,6 salários

Claro paga PPR 2020. Prêmio varia de 2,4 a 2,6 salários

12/02/2021 - 22h00 - Federação Livre - Redação

Atendendo a uma reivindicação da Federação Livre, quando das negociações salariais em novembro do ano passado, o Grupo Claro Brasil (Claro, Embratel, Net, Nextel, Star One, Primesys e Telmex) pagou, nesta sexta-feira (12), o prêmio do Programa de Participação nos Resultados – PPR/2020. O objetivo da Federação Livre era colocar dinheiro no bolso da categoria para o Carnaval, que foi suspenso em todo o país por conta da disseminação do Novo Coronavírus.

Os valores divulgados pela Claro então entre 2,4 e 2,6 salários nominais de cada empregado/a, dependendo da área.

Áreas de Suporte ao Negócio: 71,72% – equivalente a 2,58 salários.
Unidade de Consumo e PME: 72,12% – o equivalente a 2,60 salários.
Unidade Empresarial: 68,20% – o equivalente a 2,46 salários.

Durante a semana, logo depois do dia 09/02, quando a Claro apresentou ao mercado o seu balanço financeiro um lucro de R$ 16,06 bilhões, um buchicho negativo sobre a PPR vazou entre os trabalhadores e criou muita expectativa para a data de pagamento e a quantidade de salários. Se todas os indicadores e metas fossem batidos, o prêmio máximo (target) seria de 3,6 salários.

E os boatos reverberam nos sindicatos. Havia uma incerteza e muitos questionamentos.

O coordenador de negociações da Federação Livre com a Claro e presidente do Sinttel-CE, João Anselmo tentou, por várias vezes, contato com o gerente de Relações Trabalhistas, Fabiano Gonçalves Guimarães. Queria saber os resultados do Programa. A empresa só informou na 5ª feira, um dia antes do pagamento que faria a liberação dos valores.

Elegibilidade

O programa de participação nos resultados impõe regras de recebimento. Trabalhadores da Nextel em cargos comissionados receberão valores proporcionais, computados a partir de setembro, conforme Acordo Coletivo.

Pin It on Pinterest

Federação Livre

Federação Livre