Notícias

Já não era sem tempo

Claro propõe incluir trabalhadores/as da Nextel no ACT e PPR

15/10/2020 - 18h28 - Federação Livre - Redação

Em telerreunião realizada nesta quinta-feira, 15, com a Claro/Nextel-RJ e a Federação Livre, finalmente a Claro apresentou como proposta tratar todos/as os/as trabalhadores/as oriundos/as da Nextel como iguais, trazendo-os para dentro do Acordo Coletivo da operadora e harmonizar o ACT e PPR. Esse termo “harmonizar” ainda precisa ser melhor esclarecido pela empresa, o que será feito no dia 29/10, em novo encontro.

Telerreunião entre a Claro/Nextel e a Federação Livre

Apesar de a Claro ter comprado a Nextel em dezembro de 2019, os acordos coletivos estavam sendo negociados separadamente como se a Nextel ainda fosse uma empresa fora do Grupo Claro. E as diferenças são enormes entre os benefícios aplicados na Claro Operadora e aos/as trabalhadores/as oriundos/as da Nextel, como PPR, tíquete, auxílio creche e etc.

PPR
A empresa se comprometeu em incluir os/as trabalhadores/as oriundos/as da Nextel no acordo de PPR 2020, exceto os que trabalham em cargos comissionados, que ganham remuneração variável. Eles entrarão no acordo de PPR de 2021.

A Comissão de Negociação da Federação Livre ressaltou que o Target do PPR/2020 na Claro é de até 3,6 salários com 100% de metas e desafios batidos, enquanto que para os/as trabalhadores/as oriundos/as da Nextel é de até 1,7 salários.

Reajuste salarial

A proposta para os/as trabalhadores/as oriundos/as da Nextel é a mesma apresentada pela Operadora na última reunião, ocorrida na terça-feira 14.

Reajuste zero para salários e benefícios e abono indenizatório no valor de 30% do salário nominal, com valor mínimo de R$ 700, e máximo de R$ 1.100, com pagamento para fevereiro do ano que vem.

Quanto aos benefícios que são específicos a ideia proposta é trabalhar a harmonização dos mesmos, com aplicação a partir de fevereiro de 2021.

Auxílio-alimentação

O VR/VA dos/as trabalhadores/as oriundos/as da Nextel atualmente é: Jornada de 8h: R$34,95 e para Jornada de 6h: R$ 20,30, com coparticipação de 10 a 20%. Já o VR/VA dos/as trabalhadores/as na Claro é R$ 31,74 com coparticipação que varia de 1 a 3%.

A proposta é trazer os oriundos da Nextel e aplicar o VR/VA da Claro, reduzindo o valor da coparticipação.  E para quem trabalha jornada de 6h, a proposta da Claro é estender o valor cheio, já que paga benefício único, independente da jornada de trabalho;

Outros benefícios

A proposta ainda contempla o Auxilio Creche que na Operadora é de R$ 533,35 para filhos com até 7 anos, e na antiga Nextel é de R$ 402,00, para filhos com até 6 anos.

O Auxílio para Portadores de Necessidades Especiais também será equiparado. Na Claro, o valor é de R$ 856,61, enquanto na Nextel é de R$ 803,00

A Comissão de Negociação da Federação Livre no Acordo da Claro/Nextel cobrou uma apresentação descritiva de todos os benefícios para análise. “É preciso saber o que tem e o que terão com a referida proposta de harmonização, através de gráfico, bem como sobre a apresentação de uma média da remuneração variável percebida pelos empregados de cargos comissionados, destaca a diretora do SinttelRio, Virginia Berriel.

Uma nova reunião foi agendada para o dia 29/10, às 10 horas.

A Comissão de Negociação da Federação Livre na CLARO/Nextel é formada pelas diretoras do SinttelRio Virginia Berriel e Vânia Miguez.

A Federação Livre mantém um canal de comunicação nesta campanha  livre@federacaolivre.org.br. Todas as informações e boletins informativos estarão à disposição no site e nas redes sociais     

Pin It on Pinterest

Federação Livre

Federação Livre