Notícias

Vacina Já

Livre, sindicatos e entidades pedem vacina ao Ministério da Saúde

18/06/2021 - 11h08 - Federação Livre - Redação

Segundo matéria veiculada no portal de notícias Tele•síntese, ao todo, 14 entidades do setor de telecomunicações, entre organizações patronais e de trabalhadores/as, uniram-se para lançar uma campanha em defesa da vacinação prioritária aos profissionais da área

O pedido de vacinação prioritária já foi feito ao Ministério da Saúde. O imunizante precisa chegar a 881 mil trabalhadores/as que realizam serviços externos de manutenção das redes e novas instalações. São os/as operários/as da internet e da telefonia fixa e móvel que mantiveram, durante esses 1 ano e 4 meses de pandemia, se expondo para manter o Brasil todo conectado, funcionando remotamente.

A Federação Livre e seus sindicatos filiados no AM, CE, ES, PR, RJ, RN e RO iniciaram uma campanha nos estados. Pernambuco saiu na frente e os/as trabalhadores/as com mais de 40 anos das operadoras e empresas terceirizadas de rede já fazem parte da prioridade na vacinação da Prefeitura do Recife. Mas o Teleatendimento ficou de fora.

A Livre está fazendo um levantamento junto às empresas do número de mortos e infectados pela Covid-19 no Setor. Dados preliminares revelam que desde o início da pandemia, na Telefónica/Vivo foram 23 óbitos. Na Oi, morreram 16 trabalhadores e na Serede (empresa de rede do Grupo Oi) 19 óbitos foram registrados. Na Telemont, empresa terceirizada de rede da Oi, foram seis óbitos. Além da perda de vidas, as empresas expressam grande problemas com os afastamentos dos/as empregados/as infectados pelo Coronavírus.

O secretário-geral da Federação Livre e presidente do Sinttel-PE, Marcelo Beltrão, enfatiza que  o esforço da Livre permanece para fazer a vacina chegar ao conjunto dos trabalhadores em telecomunicações em todos Estados filiados, não apenas em Recife. “Por isto, continuamos abrindo caminhos junto aos Governos Estaduais e Federal para que a vacina chegue  o mais cedo possível com todos vacinados, afinal vacina é vida”, explica.

“É imprescindível que estes trabalhadores, que estão diariamente na linha de frente, sejam priorizados para vacinação para a proteção de suas vidas. Nossos trabalhadores se expõem para que a população brasileira cumpra as medidas de isolamento social, estude, trabalhe e mantenha relações pessoais à distância e com segurança”, afirmou o presidente executivo da Conexis Brasil Digital (sindicato das Operadoras), Marcos Ferrari.

As associações e entidades são: Federação Livre, Conexis Brasil Digital, Abrint, ConTIC, Abrintel, Febratel, Feninfra, Sinstal, Fenainfo, Fenattel, Fitratelp, Associação NEO, Telcomp, UGT e Sintetel.

Com informações do Portal Tele•síntese, em 17/06/2021

Pin It on Pinterest

Federação Livre

Federação Livre