Notícias

Reunião com o presidente

Oi: Reestruturação rima com demissão

09/10/2020 - 7h57 - Federação Livre - Redação

Em reunião com o presidente da Oi, Rodrigo Abreu, a Federação Livre discutiu alternativas às demissões que a empresa fará já no próximo mês. A determinação de simplesmente demitir, sem nenhuma compensação para os/as trabalhadores/as deu lugar a um plano de incentivo, que a empresa anuncia hoje, às 14 horas. 

Como previa-se desde o final do ano passado, o processo de reestruturação da empresa – como a venda do serviço móvel – levaria a uma redução do quadro de empregados.

Dito e feito. Foi só a assembleia geral dos credores aprovar e a Justiça homologar o Aditivo ao Acordo de Recuperação Judicial, que estourou nas mãos dos/as “colaboradores/as” a intenção dos acionistas em reduzir o efetivo de trabalhadores.

Reunião com o presidente

Na manhã de ontem a Federação Livre esteve reunida com o presidente da Companhia e, dentre outras coisas, foi oficializado que haveriam desligamentos.

Mesmo com a discordância da Federação Livre e seus sindicatos, os representantes da empresa mantiveram a decisão de cortar postos de trabalho.

Diante de um fato quase consumado e tentando diminuir o problema, a Federação Livre propôs soluções alternativas à situação para proteger a categoria.

1) Transformar o que seria uma demissão por imposição em algo voluntário. Ou seja, num primeiro momento abrir-se-ia um prazo onde os/as trabalhadores/as poderiam optar por sair com uma proposição superior à legislação.

2) Buscou-se formular uma ideia de complemento financeiro e de benefícios que pudessem minimizar a dor de uma demissão. A direção da Operadora aceitou a criação de um incentivo, que ela chama de PIS, Plano de Incentivo à Saída.

Esta foi a mais difícil tarefa que os dirigentes sindicais enfrentaram, dentro da Oi nos últimos anos. Mas com um cenário tão negativo, foi preciso encontrar saídas alternativas para enfrentar o problema de cabeça erguida!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Duvidas, consulte os sindicatos !

Pin It on Pinterest

Federação Livre

Federação Livre