Notícias

Proposta final

Proposta da Oi para o ACT tem Placar e abono. Assembleia terça, 08/12

03/12/2020 - 18h10 - Federação Livre - Redação

Depois de dois dias de cansativas telerreuniões, em que foram apresentadas várias propostas e contrapropostas para o Acordo Coletivo na Oi, a Comissão de Negociação da Federação Livre convoca os/as trabalhadores/as para avaliar o que resultou da negociação.

A análise da proposta da Oi para o Acordo Coletivo 2020/2022 será dia 08/12, terça-feira, em assembleia online das 7 às 19 horas (horário de Brasília) pela plataforma https://sinttel.votabem.com.br,  A votação é simultânea com o ID e data de nascimento para os/as trabalhadores/as na Oi nos estados do AM, CE, ES, PE, RJ, RN e RO, representados pela Federação Livre.

Na segunda-feira (7), às 19 horas, a Comissão de Negociação da Livre fará um bate papo na internet, ao vivo, explicando a proposta, esclarecendo as dúvidas e conversando sobre os bastidores da negociação. Será transmitida pelo Facebook da Federação Livre e pelos canais no YouTube da Livre e da WebTV do SinttelRio.

A análise dessa proposta precisa levar em consideração a pandemia, o plano de recuperação, a venda de ativos, as demissões e o escambau que ainda virá:

Vacinação contra a Covid-19
Uma das reinvindicações que a Federação Livre fez à Oi foi garantir no acordo que a empresa vacinasse todos os empregados e seus dependentes. A Oi não topou. De qualquer maneira, a Federação Livre vai continuar insistindo nessa reivindicação, por considerá-la extremamente importante para a proteção de todos.

Conheçam a proposta

Participem da assembleia. Para votar é preciso usar a matrícula funcional e a data de nascimento. Acesse https://sinttel.votabem.com.br

————————————————————-

Proposta negociada com Oi

– Antecipar um Salário do PLACAR 2020 para empregados/as com pagamento até dia 15/01/21, conforme regras e critérios de elegibilidade;

– Antecipar 50% do 13º Salário de 2021 no dia 23/12/20;

– Abono de 50% do Salário Nominal, com mínimo de R$ 1.000,00 e teto de R$ 2.000,00 proporcional aos meses trabalhados de janeiro a outubro. O pagamento seria feito da seguinte forma: metade em crédito no tíquete e  metade em dinheiro, até dia 20/12/20, para os ACTs aprovados e assinados até 14/12/20. Elegíveis ativos em 31/10/20 e na data de assinatura dos acordos e em licença maternidade;

– Vigência dos Acordos Coletivos e de Jornada por 22 meses até 31/agosto/2022;

– Alteração da data base para setembro;

– Negociações das cláusulas econômicas em novembro de 2021;

– Home Office –  Um grupo de trabalho formado por representantes da Oi e da  Federação Livre vai tratar do tema e apresentar uma proposta até 31/03/21;

– Ampliar a validade do acordo termo especifico de home office feito durante a pandemia até 31/03/2021, redação COVID-19;

– Incluir no ACT cláusulas de proteção de dados dos/as empregados/as – Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD;

– Manutenção de todos os benefícios e conquistas do atual acordo: medicamentos, prorrogação licença maternidade/paternidade, quebra de caixa, tíquete na férias, etc.

 

Pin It on Pinterest

Federação Livre

Federação Livre