Federação Livre recusa proposta do PPR 2022 na V.tal

Luis Antonio, presidente da Federação Livre explica porque a proposta de PPR na V.tal é inaceitável, ao impor gatilho de receita e Ebitda + Target de 2 salários. O programa apresentado joga sobre os trabalhadores toda a responsabilidade pelo alcance das metas de produtividade, contra as metas econômicas da empresa, as quais os empregados não podem interferir. Com esse tipo de proposta, trabalhadores podem se esforçar ao máximo, mas se a empresa não lucrar R$ 2 bilhões em 2022, podem ter uma PPR Zerada.

Pin It on Pinterest

Federação Livre

Federação Livre